top of page
lucas.diesel_background_website_greek_mythology_UX_1a471611-7b73-457c-8db8-53a5a839a4c9.pn

Teia

Teia (em grego Θεία) era a deusa titânide da visão e do éter brilhante do céu azul. Ela também era a divindade que conferia ao ouro e à prata seu brilho e valor intrínseco. Ela também era chamada de Aethra, que significa "Céu Azul", e Euryphaessa, que significa "Brilho Amplo"

Zeus Mitologuia.png

Arte ilustrativa, para uma visão fiel a grega antiga consulte as artes em cerâmica, já para a visão romana procure pelas estátuas e artes em mosaico (para ambos recomendo o site Theoi.com).

Teia era frequentemente representada como uma deusa celestial e majestosa, conectada ao brilho do éter celeste e à luz radiante. Sua imagem estava associada ao firmamento e ao brilho das estrelas. Ela era muitas vezes retratada como uma deusa coroada de estrelas ou envolta na resplandecência do céu estrelado.

História

Como a deusa da visão e da luz celeste, Teia era vista como a fonte divina de toda a luz e brilho no cosmos. Ela personificava a luminosidade do céu diurno e noturno, bem como a profecia relacionada à visão e ao entendimento. Sua descendência incluía divindades associadas ao ciclo diário, como o nascer e o pôr do sol, além da lua. Teia desempenhou um papel significativo na mitologia grega, pois era a mãe de divindades essenciais para a ordem cósmica e a passagem do tempo.

bottom of page