top of page
lucas.diesel_background_website_greek_mythology_UX_1a471611-7b73-457c-8db8-53a5a839a4c9.pn

Oceanos

Oceanos (em grego Ωκεανός) é um dos Titãs mais antigos e proeminentes da mitologia grega, sendo conhecido como o deus primordial das águas, dos rios e dos oceanos. Ele personifica a vastidão e a profundidade dos mares e das águas que cercam o mundo.

Zeus Mitologuia.png

Arte ilustrativa, para uma visão fiel a grega antiga consulte as artes em cerâmica, já para a visão romana procure pelas estátuas e artes em mosaico (para ambos recomendo o site Theoi.com).

Oceanos é frequentemente retratado como um deus majestoso e imponente, cujo corpo se estende por vastas extensões de água. Sua figura pode ser imaginada como um ser colossal, coberto por ondas e correntes marinhas. Ele é frequentemente acompanhado por ninfas das águas, que representam a beleza e a fluidez das águas.

História

A personalidade de Oceanos está intrinsecamente ligada à sua natureza como o deus das águas. Ele é frequentemente retratado como uma figura serena e contemplativa, que governa as marés e as correntes oceânicas com tranquilidade. Sua presença é vista como essencial para a vida na Terra, pois as águas são fundamentais para a sobrevivência de todos os seres vivos. Oceanos é muitas vezes mencionado como o pai das três mil oceânides, as ninfas das águas, que personificam os rios e as fontes. Sua descendência e influência se estendem por todo o reino aquático, demonstrando sua importância na ordem cósmica. Como um dos Titãs que governou o cosmos antes da ascensão dos deuses olímpicos, sua personalidade é vista como serena e atemporal, simbolizando a eternidade das águas e a vida que elas sustentam.

bottom of page