top of page
lucas.diesel_background_website_greek_mythology_UX_1a471611-7b73-457c-8db8-53a5a839a4c9.pn

Hemera

Hemera (em grego Ἡμερα) é a personificação do dia. Nas cosmogonias antigas, a noite e o dia eram substâncias reais, distintas e independentes do sol. O sol era o governante do dia, mas não sua fonte.

"A face ambrosial brilhante da condução de cavalos Hemera."

- Lírica Grega V Anônima, Fragmento

Zeus Mitologuia.png

Arte ilustrativa, para uma visão fiel a grega antiga consulte as artes em cerâmica, já para a visão romana procure pelas estátuas e artes em mosaico (para ambos recomendo o site Theoi.com).

Hemera foi retratada na arte antiga como uma deusa alada ou em uma carruagem com quatro cavalos.

História

Hemera é a deusa primordial do dia, uma das primeiras divindades a surgir no início do cosmos, junto com seu irmão, Éter, a luz. Hemera e Éter são filhos de Nix, a noite, e Érebo, a escuridão.


“De Caos (Vazio) surgiram Érebo (Escuridão) e a negra Nix (Noite); mas de Nix (Noite) nasceram Éter (luz) e Hemera (Dia), que ela concebeu e nasceu da união apaixonada com Érebo.”

- Hesíodo, Teogonia


Todas as noites, a mãe de Hemera, Nix, cobria o céu com seu véu escuro, tecido pela escuridão de Érebo, obscurecendo o azul brilhante do Éter celestial e trazendo a noite para a terra. A cada manhã, Hemera dispersava as névoas de sua mãe, banhando a terra novamente com a luz do éter.


"[Nos confins da terra] Lá está o terrível lar da obscura Nix envolta em nuvens escuras. Na frente dela [Atlas] o filho de Iapetos permanece imóvel sustentando o vasto céu sobre sua cabeça e mãos incansáveis, onde Nix (Noite) e Hemera (Dia) se aproximam e se cumprimentam enquanto passam pelo grande limiar de bronze: e enquanto aquele está prestes a ir descendo para dentro de casa, a outra sai pela porta, e a casa nunca os mantém dentro de casa, mas sempre uma fica fora da casa, passando sobre a terra, enquanto a outra fica em casa e espera até que chegue a hora de sua jornada; e aquele que mantém a luz que tudo vê para eles na terra."

- Hesíodo, Teogonia

bottom of page