top of page
lucas.diesel_background_website_greek_mythology_UX_1a471611-7b73-457c-8db8-53a5a839a4c9.pn

Despina

Despina (em grego: Δέσποινα) a filha abandona de Deméter, era uma deusa grega misteriosa e pouco conhecida, cuja verdadeira natureza e função eram reveladas apenas aos iniciados nos Mistérios de Elêusis, um culto anual praticado na cidade de Elêusis que constava com a presença de cidades vizinhas como Atenas e Mégara. Sua irá e vingança é visível durante todos os invernos, onde ela dá origem as geadas e nevascas, destruindo toda a vegetação e agricultura de sua irmã Perséfone e de sua mãe.

Zeus Mitologuia.png

Arte ilustrativa, para uma visão fiel a grega antiga consulte as artes em cerâmica, já para a visão romana procure pelas estátuas e artes em mosaico (para ambos recomendo o site Theoi.com).

As representações de Despina eram escassas, e as fontes não fornecem detalhes específicos sobre sua aparência física ou atributos visuais. Ela era frequentemente associada a imagens de sua mãe, Deméter, e possivelmente compartilhava características semelhantes com outras deusas da fertilidade e da natureza.

História

Pouco se sabe sobre a personalidade de Despina, já que as fontes antigas não fornecem informações detalhadas sobre suas características pessoais ou atributos psicológicos. No entanto, como uma deusa associada à fertilidade e à natureza, ela poderia ser vista como benevolente e protetora em relação à agricultura e ao ciclo da vida. Devido à natureza obscura de Despoena e à falta de informações detalhadas em fontes antigas, sua personalidade e características pessoais permanecem em grande parte desconhecidas. Ela era uma figura restrita ao culto específico da Arcádia, e seu papel na mitologia grega não era amplamente reconhecido ou documentado.

bottom of page